Lifestyle

Habitissimo oferece dicas para tornar o seu lar mais aconchegante

Sentir-se bem em casa sempre foi considerado elementos essencial nos projetos de decoração e se tornou item mandatório nos últimos meses, quando fomos obrigados a ressignificar o conceito de lar, por conta da pandemia do novo coronavírus.

Além de locais para descanso e convivência familiar, as casas, que se tornaram ambientes de trabalho para muitos brasileiros, precisaram ter seus ambientes bem aproveitados. Quartinhos dedicados à bagunça, salas e até mesmo quartos necessitaram, ao menos em algum ponto, de reformulação para que o home office se tornasse uma medida viável.

Patrícia Marcolino, arquiteta da habitissimo, destaca dicas simples e muito úteis aos que priorizam a busca por um cômodo mais utilitário, um melhor aproveitamento dos espaços disponíveis, mantendo sempre o aconchego e o conforto necessário para os moradores.

Dicas da Habitissimo para espaços Internos

De acordo com Patrícia, o primeiro passo é fazer uma lista de tudo o que está no ambiente, sejam eles decorativos ou funcionais. Esse processo facilita a visualização do que é importante e o que está apenas ocupando espaço sem necessidade. Além disso, vale olhar com atenção para todos os cantos do ambiente, identificando possíveis pontos ociosos e que podem ser melhor aproveitados.

Na sequência, é importante verificar quais são os itens que estão faltando na casa e que poderiam tornar o dia a dia mais prático. Avalie se é possível incluí-los na atual decoração ou se é necessário colocá-los no lugar de outros que tem menor uso no momento. Se for este o caso, é possível doar, vender ou até transferir as peças que não serão mais usadas para outro ambiente da casa.

Se você não tem um ambiente que possa ser transformado em escritório, considere a possibilidade de ter uma mesa ou bancada que faça o papel de escrivaninha em horário comercial e aparador para as horas de lazer.

Dicas da Habitissimo para espaços externos

Em tempos de distanciamento social, varandas e quintais têm sido alternativas para receber alguns amigos ou promover refeições em família e até mesmo como ambientes de trabalho. Para torná-los mais aconchegantes, a dica da arquiteta é investir em mobílias adequadas, tanto no quesito dos materiais quando dos tamanhos.

Para varandas menores, por exemplo, a sugestão é o uso de bancos fixos encostados na parede ou pequenos pufes ou poltronas. Já em varandas maiores, vale investir em sofás ou futons que acomodam um número maior de pessoas. Cuidado ao escolher a mesa, ela deve ter tamanho e formato adequado para o local. Itens decorativos como mantas e almofadas também contribuem para o clima agradável.

“E, para encerrar com uma dica de ouro, esqueça as luzes brancas e invista em luzes amarelas. Estas cansam menos a visão e deixam o ar ainda mais intimista”, completa Patrícia.

Escreva um Comentário

três − 2 =